NOTÍCIAS

Loading...

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

BLOGUINHO DO MORAES: O inimigo do Brasil.

BLOGUINHO DO MORAES: O inimigo do Brasil.: “Quem espera que o diabo ande pelo mundo com chifres será sempre sua presa.”  (Schopenhauer) São cerca de 30 anos em que L...

O inimigo do Brasil.


“Quem espera que o diabo ande pelo mundo com chifres será sempre sua presa.” 
(Schopenhauer)
São cerca de 30 anos em que Lula age contra os interesses nacionais, prejudicando o país, perpetuando nossas misérias e corroendo nossas instituições republicanas.
Menino de família pobre chega do Nordeste e acaba se tornando operário no ABC paulista, até virar líder de um partido de esquerda temido pelas “elites”. Insiste em virar presidente e, após três tentativas fracassadas, consegue, para finalmente realizar o sonho da “justiça social”. É uma narrativa sedutora demais, não só para “intelectuais” inspirados em Rousseau que precisam de mascotes para aplacar suas angústias existenciais; mas para muita gente.

Agora a máscara de Lula caiu para a maioria. Mas muitos repetem que ele foi corrompido pelo poder, que sua “pureza” se perdeu. Novamente, trata-se de uma narrativa sedutora, para que os românticos possam preservar as ilusões. Lula não mudou tanto no poder; este apenas revelou sua essência. A própria sede insaciável pelo poder demonstrava o que estava por trás, e não era o desejo de ajudar os pobres.

Alguns podem achar que isso é chutar cachorro morto, mas discordo. Primeiro, pois já faço tais críticas há mais de década; segundo porque Lula ainda não está morto politicamente. Continua vivo, ameaçando voltar em 2018, causando estragos ao país, o que parece ser sua grande vocação.

Senão, vejamos: já no começo da vida de metalúrgico, Lula percebeu que trabalhar dava... trabalho. Preferiu o caminho das bravatas, incitando greves, tentando paralisar o país como se a pressão sindical fosse mesmo benéfica aos trabalhadores. Mas todas as “conquistas trabalhistas” verdadeiras são fruto do avanço capitalista, não de máfias sindicais inspiradas na luta de classes marxista. Basta comparar a qualidade de vida dos trabalhadores de países mais liberais com a dos brasileiros, que vivem numa verdadeira república sindical.

Depois, com o PT, Lula descobriu novamente o caminho do “quanto pior, melhor”. Quanto mais seu partido atrapalhava o país, melhor era para seu projeto pessoal de poder. O PT lutou contra todas as reformas importantes das últimas décadas. Plano Real, que derrotou a inflação (agora de volta); Lei de Responsabilidade Fiscal, que tentou trazer o bom senso de qualquer dona de casa para a gestão pública; privatizações, que tornaram os serviços melhores e bem mais acessíveis (linha telefônica era declarada como patrimônio no Imposto de Renda); etc.

Quando finalmente chegou ao poder, Lula teve um lapso de bom senso e preservou as conquistas que seu partido tinha dificultado ou quase impedido. Mas foi por pouco tempo. Logo seu lado populista falou mais alto, e um oportunismo pérfido fez com que todos os pilares fossem derrubados em prol de seu projeto de poder. Tivemos o mensalão, depois o petrolão, e seu governo “fez o diabo” para que sua criatura fosse eleita e reeleita. Todos sabiam quem realmente mandava.

Sim, é verdade que a economia cresceu bem por um período, mas, como os economistas sérios cansaram de avisar, isso se deu a despeito de Lula, não por causa dele. Não houve “avanços sociais” como boa parte da imprensa ainda insiste. O que aconteceu foi o fenômeno China, puxando o preço das commodities e enchendo os cofres do governo. Lula pegou esse bilhete de loteria e usou para a compra de votos, para fomentar uma bolha artificial, para endividar o Estado e as famílias brasileiras.

Em resumo, são cerca de 30 anos em que Luiz Inácio Lula da Silva age contra os interesses nacionais, prejudicando o Brasil, perpetuando nossas misérias e corroendo nossas instituições republicanas. E não pense que é exagero: o poder de um indivíduo, para o bem ou para o mal, não pode ser desprezado. Thatcher e Reagan fizeram muito para salvar seus respectivos países, enquanto Fidel Castro, camarada de Lula, destruiu e escravizou uma nação inteira por mais de meio século!

Nada disso seria possível, vale notar, sem a ajuda dos “intelectuais”, que sempre alimentaram o monstro. E isso inclui Fernando Henrique Cardoso. O sociólogo deixou seu lado marxista falar mais alto e ficou animado com a chegada do “homem do povo” ao poder. Mesmo depois de ser massacrado pela campanha de difamação petista, continuou com postura pusilânime, sem reagir à altura. A falta de uma oposição verdadeira deixou o caminho livre para as mentiras e o cinismo de Lula e seu PT.

Agora o ex-presidente pode acabar preso. Está todo enrolado com a Justiça. Seria um momento histórico para o país: do messianismo populista ao cárcere. Tenho certeza de que o Brasil iria parar, e as ruas seriam tomadas por gente esperançosa. Lula não virou; ele sempre foi o inimigo do Brasil.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

José Dirceu, corrupto, condenado e preso, tenta reativar calúnia da Lista de Furnas, montada pelo PT em 2006 contra Aécio.


O senador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou que vai "interpelar" Fernando Moura por citar seu nome em delação premiada. Moura disse ter ouvido do ex-diretor de Furnas Centrais Elétricas Dimas Toledo que Aécio fazia parte de esquema na empresa semelhante ao da Petrobrás. De acordo com o senador, esta é uma tentativa de "envolver o PSDB e o meu nome nos escândalos investigados pela Operação Lava Jato".

"Estou sendo alvo de declarações criminosas feitas por réus confessos e que se limitam a lançar suspeições absurdas, sem qualquer tipo de sustentação que não a afirmação de que 'ouviu dizer'", afirmou Aécio.

De acordo com Moura, na conversa com ex-diretor de Furnas, ele teria dito: “Na oportunidade, ele (Dimas) me colocou, da mesma forma que eu coloquei o caso da Petrobrás, em Furnas era igual. Ele falou ‘vocês nem precisam aparecer aqui, vocês vão ficar é um terço São Paulo, um terço nacional e um terço Aécio.”

Declaração do senador Aécio Neves
 
Quero manifestar a minha mais profunda indignação com as reiteradas tentativas que têm sido feitas para envolver o PSDB - e o meu nome em particular - nos escândalos investigados pela Operação Lava Jato. 

Pretendo interpelar o lobista Fernando Moura para que confirme a citação feita ao meu nome em seu depoimento. Também interpelarei o ex-diretor de Furnas Dimas Toledo para que, mesmo já tendo desmentido enfaticamente os fatos citados, ele se manifeste oficialmente sobre o assunto.

Estou sendo alvo de declarações criminosas, feitas por réus confessos e que se limitam a lançar suspeições absurdas, sem qualquer tipo de sustentação que não a afirmação de que “ouviu dizer”. Afirmativas graves estão sendo feitas sem um indício, sem uma prova, uma evidência.

A reputação de pessoas sérias não pode ficar refém de interesses inconfessos.

No caso do depoimento do lobista Fernando Moura chama atenção as inúmeras contradições em que ele tem incorrido e que vêm sendo tratadas pela imprensa. Basta dizer que ele não havia sequer mencionado meu nome em depoimento anterior.

É preciso que se investigue a fundo para que sejam reveladas as verdadeiras motivações das falsas acusações.

A tentativa de afundar a todos no mar de lama no qual hoje estão atolados os principais dirigentes do PT é parte de uma estratégia que busca unicamente diminuir aos olhos dos brasileiros a enorme dimensão dos graves crimes cometidos pelo partido e seus aliados. 

Continuarei com a determinação de sempre, apoiando a operação Lava Jato e lutando contra aqueles que se apoderaram do Estado Nacional para manter um projeto de poder que tanto mal vem fazendo ao Brasil e aos brasileiros. 

Treze advogados deixam a defesa de empresário delator ligado ao PT.


Foto: Gabriela Bilo/Estadão
Fernando Moura no dia de sua prisão. 
Treze advogados que formavam a defesa do empresário Fernando Moura, ligado ao PT e delator da Operação Lava Jato, deixaram o caso nesta quinta-feira, 28. Em dois documentos anexados aos autos, os criminalistas não explicaram o motivo da saída.
Fernando Moura foi preso em 3 de agosto, na deflagração da Operação Pixuleco, 17ª fase da Lava Jato. O empresário firmou acordo de delação premiada e foi solto.
“Vimos, por meio desta, notificar Vossa Senhoria da renúncia ao ‘mandato-que nos foi outorgado por procuração “ad judicia”, para o fim de representá-lo na Ação Penal n.º 5045241-84.2015.4.04.7000, bem como no Termo de Acordo de Colaboração Premiada, ambos em trâmite perante a 13ª Vara Federal da Subsecção Judiciária de Curitiba, Estado do Paraná”, diz o documento.
Na sexta-feira, 22, Fernando Moura prestou depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, que conduz as ações da Lava Jato na primeira instância. Durante a audiência, o empresário pôs em dúvida trecho de suas próprias afirmações que constavam de sua delação premiada assinada em meados de 2015. Fernando Moura corre o risco de perder seu acordo de colaboração.
Durante o interrogatório, o empresário foi confrontado pelo juiz Sérgio Moro com o que havia dito em sua delação premiada, em agosto. Em determinado momento, o magistrado citou trecho de declaração de Fernando Moura no acordo de colaboração. “O declarante tem conhecimento que esse arranjo entre Etesco e Renato Duque permitiu que a Etesco fechasse diversos contratos milionários com a Petrobrás; que a Etesco, que era uma empresa de pequeno e médio porte passou repentinamente a ficar como um player entre as gigantes da construção.”
“Falei isso?”, questionou Fernando Moura.
“Falou”, respondeu Moro.
“Assinei isso?”, perguntou o empresário, rindo. “Devem ter preenchido um pouquinho mais do que eu tinha falado. Mas se eu falei, eu concordo.”
“Não, não é assim que a coisa funciona”, repreendeu Moro.
“Se eu falo e depois é colocado no papel, eu nem leio. Eu até pergunto para o advogado, ‘é isso aqui?’. Falou: ‘é'”, afirmou.
Assinaram a renúncia os advogado Pedro Ivo Gricoli Iokoi, Adriano Scalzaretto, Bruno Magosso de Paiva, Bruno Lambert Mendes de Almeida, Caio Nogueira Domingues da Fonseca, Ana Carolina Pastore Rodrigues, Marcella Kuchkarian Markossian, Felipe Ferreira de Camargo, Mariana Badaró Gonçalles, Giovanna Zanata Barbosa, Anna Cristina Guimarães Souza, Raul Abramo Ariano e Ligia Lazzarini Monaco.
Segundo o documento anexado aos autos, o empresário tem 10 dias para constituir novo advogado. A reportagem fez contato com o criminalista Pedro Ivo Iokoi. O advogado afirmou que não vai comentar a renúncia.

Aprovação do Governo Dilma "derrete" no Brasil inteiro.


segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Microcefalia. Números como esses não nascem do acaso. Nascem do descaso, afirma Aécio.


Coluna publicada por Aécio Neves hoje, na Folha de São Paulo.
 
"Eu tinha tantos planos para ele." O desalento de um pai, na semana passada, ao ser informado de que seu filho recém-nascido era portador de microcefalia traduz o sofrimento das famílias já afetadas pela epidemia do vírus zika que, tendo o Brasil como epicentro, amedronta o mundo. 
Quem mantém viva no coração a memória do instante do nascimento dos próprios filhos, pode avaliar bem o tamanho da dor. Já são mais de 4 mil casos suspeitos. A perspectiva é muito pior. Milhares de brasileiros sem autonomia, inteiramente dependentes, para sempre, da atenção familiar e da proteção do poder público. É uma tristeza sem fim. Chegamos a esse ponto por descuido e incompetência. 
Números como esses não nascem do acaso. Nascem do descaso. O vírus zika sem controle retrata o fracasso das políticas públicas de saúde. Ações do governo são fundamentais, mas seria ingênuo supor que, nesse estágio, seriam suficientes para debelar a epidemia. Essa luta exige comprometimento efetivo de toda a nação. Precisamos de uma grande mobilização que envolva, além do Poder Executivo em todas as esferas, empresas, instituições de pesquisa, escolas, universidades, igrejas, Forças Armadas, além da sociedade civil. 
Muitas vezes incorremos no Brasil em uma distorção do conceito do que é responsabilidade pública: se é pública, parece ser de ninguém quando, na verdade, é de todos. Temos, nesse desafio, uma responsabilidade coletiva. 
O Congresso também precisa dar a sua contribuição. Se o governo falhou ao não prevenir a tragédia, que possamos somar forças no seu enfrentamento. Precisamos implementar ações objetivas de apoio às famílias vítimas da microcefalia e debater, com urgência, medidas efetivas que vão desde a ampliação do prazo de licença maternidade, ao suporte financeiro e ao apoio às instituições que podem ajudar essas crianças e seus responsáveis diretos a construírem a nova vida familiar. 
Não podemos permitir que essas crianças sejam relegadas à sombra da omissão do poder público, quando deixarem de ser manchete de jornal. O debate deve ultrapassar a fronteira da generalidade e alcançar a dimensão concreta da realidade. Números aterrorizantes de estatísticas precisam ganhar rostos e nomes. Precisamos ter coragem de enfrentar perguntas difíceis. Onde esses pequenos brasileiros vão se tratar? Onde famílias de baixa renda encontrarão recursos e apoio para rotinas que serão marcadas por tantas dificuldades? 
Milhares de crianças serão para sempre o retrato da incompetência do governo. Que possam ser acolhidas e se transformar também no testemunho da dimensão da solidariedade brasileira. Como pais e como país, devemos isso a cada uma delas.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

AINDA EXISTE AMOR!




O amor nos enche de glória,
Os prazeres que oferece,
A ternura é mais uma vitória,
Que o coração agradece.

O amor sempre nos faz sorrir,
Enche a alma de esperança,
As vezes nos faz chorar,
De saudade, de lembrança.

O amor faz desejar você,
E, enquanto vida eu tiver,
Amando-a vou permanecer,
Sempre que você quiser.

O amor é um lindo sentimento,
Nascido dentro do coração,
A toda hora e todo momento,
Aparece uma linda paixão.

O amor toca este coração,
Com um toque de magia,
Fazendo sempre a fusão,
De maneira sutil e maestria.

O amor é início de sentimento,
É uma felicidade sem fim,
É viver emoção de momentos,
Tendo você perto de mim.

O amor é como anjo divinal,
Lançando raios brilhantes,
De uma forma bastante real,
Nos corações dos amantes.

O amor me faz muito feliz,
Estar com você é um encanto,
Tenho o carinho que eu quis,
O seu coração é meu santo.

O amor está sempre presente,
Em cada coisa que faço na terra,
No corpo, na alma, na mente,
Sou alegre e, não faço guerra.

O amor nunca se esquece,
Quando você vai embora,
Simplesmente entristece,
E, com saudade ele chora.

O amor é felicidade divina,
É um lindo anjo, é minha vida,
É a minha mulher-menina,
É você minha Musa querida.

O amor é uma entrega total,
Entrega-se o coração,
Entrega-se a alma divinal,
Passando a viver uma paixão.

O amor chega devagarinho,
Chega de forma inesperada,
Atingindo a alma de mansinho,
No interior da pessoa amada.

O amor presente, uma paixão,
Quando ausente uma saudade,
Esses sentimentos nos invade,
No campo ou mesmo na cidade.

O amor nos ensina como amar,
Mas também nos faz sofrer,
É ele quem no faz chorar,
Enquanto dele não esquecer.

LULA COMEÇA CAMPANHA PARA DERRUBAR DEUS.




Os evangélicos cortaram definitivamente as relações com Lula. Estão chocados com as declarações do ex-presidente de que é mais honesto do que a igreja deles. O pastor Silas Malafaia, líder espiritual de milhares de crentes, foi o primeiro a esbravejar na rede social: “Piada! Lula roubou o discurso de Paulo Maluf. ‘Não existe gente mais honesta que eu’. Vai ser cínico lá no raio que o parta, um palhaço mentiroso”. 
Lula continua insistindo que é honesto. Se diz o homem mais honesto do mundo. Mais do que Deus, que o Papa, que a Justiça e que as igrejas pentecostal e católica. É mais honesto do que Zé Dirceu, Delcídio, Vaccari, Delúbio e Vargas, a sua tropa de choque que está na cadeia. Lula se mostra também um homem sem impurezas, de alma honesta. Nem o Papa é tão honesto quanto ele. É possível que a essa altura Lula já teria desistido de uma provável campanha presidencial em 2018 para fazer um intensivão e virar santo. É um curso rápido para chegar lá em cima com a possibilidade de substituir Deus  com as credenciais de ter sido, na terra, o homem mais honesto, o grande benfeitor da humanidade, um homem sem mácula. 
É bem provável que não passe nem pelo purgatório, um departamento intermediário que limpa os pecados depois de interrogar o candidato a uma vaga no céu. Lula, a estrela maior da honestidade, não passará pela triagem obrigatória, vai direto ao encontro de Deus, a quem dirá cara a cara ser pretendente ao seu trono. 
Na terra negou tudo, não existiu. Diante de Deus é capaz de dizer que  foi o melhor presidente do Brasil. E negar que é dono de um tríplex no Guarujá, que não conhece o presidente da OAS. Negar que ele reformou seu apartamento na beira da praia e um sítio no interior do São Paulo.  Que não conhece Zé Dirceu e os diretores da Petrobrás. Que não ficou rico – fortuna comprovada de 53 milhões de reais, segundo o fisco -, e que, por fim, nunca foi sindicalista. 
Com essa plataforma de campanha tentará mudar o quadro político lá de cima, convertendo os aliados de Deus em opositores. Lula vai organizar no céu um partido que represente os petistas honestos que um dia subirão já redimidos dos pecados que cometeram aqui na terra. Mas só ingressa nessa nova agremiação quem for, comprovadamente, honesto como ele, uma missão quase  impossível, mas que ele promete cumprir. 
No entanto, diante das injúrias contra os evangélicos, certamente terá uma oposição aguerrida para barrar suas pretensões de virar Deus, a julgar pelas críticas também do líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Sóstenes Cavalcante, deputado federal: “Lula diz que não tem ninguém mais honesto que ele, até o diabo ficou revoltado com ele, otário falastrão, cínico. Os tempos mudaram. As pessoas não são mais desinformadas. Sabem que essa é uma estratégia sua para se descolar do PT, que é um partido de ladrões. Ladrões condenados pelo STF”. 
Como se vê, Lula terá sérios problemas para convencer esse exército  evangélico que se diz representante de Deus na terra, de que teria sido o homem mais honesto do universo. E, com essa proposta de honestidade, derrubar o Homem lá de cima.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

PF na rua para investigar o Triplo X do Lula.


O procurador regional da República Carlos Fernando dos Santos Lima, que integra a força-tarefa da Operação Lava Jato, declarou nesta quarta-feira, 27, que ‘todos os apartamentos’ do Condomínio Solaris, no Guarujá, são alvos da investigação sobre esquema de offshores criadas para remessas ao exterior de propinas relacionadas às fraudes na Petrobrás. Entre os imóveis investigados, disse o procurador, estão alguns que podem estar relacionados a familiares do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, como sua mulher, Giselda, e a cunhada, Marice.

“A investigação tem um pé na busca de patrimônio (oculto). Entendemos que todos os apartamentos devam ser investigados. Não estamos focando somente no apartamento da Nelci (Warken) ou eventualmente alguns envolvendo familiares de Vaccari. A informação foi confirmada pelo delegado Igor Romário, da Polícia Federal. “Todo o empreendimento está sob investigação.” 

Durante entrevista coletiva na sede da Polícia Federal, o procurador respondeu a uma pergunta se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, cuja família teria poder de compra de um tríplex no condomínio no litoral paulista, seria também alvo da investigação.

“Investigamos fatos. Se houver apartamento lá que esteja em seu (de Lula ) nome ou negociado com alguém da sua família, como todos os outros (será investigado). Temos indicativos do uso desses apartamentos para lavagem de dinheiro.” Carlos Lima anotou que ‘nesse momento’ a apuração aponta para imóveis que seriam de propriedade de familiares de Vaccari. 

“O empreendimento originariamente era da Bancoop (Cooperativa dos Bancários de São Paulo) e foi assumido pela OAS. Temos indicativos que tgodos os apartamentos, ou boa parte deles, podem ter sido usados para lavagem de dinheiro oriundo de contratos com estatais. Estamos analisando e aprofundando a investigação.”

O procurador respondeu a uma outra indagação sobre Lula ter declarado à Justiça eleitoral na campanha de 2006, quando reelegeu-se presidente, que sua família possuía um imóvel no condomínio do Guarujá, no valor de R$ 47 mil. “Existe até notícia de jornal que a família do ex presidente estaria desistindo de exercer o poder de comprar esse imóvel. Estamos analisando essa questão mjais a fundo. “Temos indícios de que um tríplex lá (no Solaris) vale R$ 1 milhão ou R$ 1,5 milhão, valor bastante significativo.”

Segundo o Instituto Lula, o ex-presidente e sua mulher, Marisa, ‘jamais ocultaram que esta possui cota de um empreendimento em Guarujá, adquirida da extinta Bancoop e que foi declarada à Receita Federal’. (Estadão)

sábado, 23 de janeiro de 2016

Ocultação de bens pode levar ao indiciamento de Lula.


Lula será denunciado pelo Ministério Público por ocultação de propriedade, pelo tríplex que queria manter clandestino. A ocultação de propriedade é uma das modalidades clássicas do crime de lavagem de dinheiro.
A imputação contra o ex-presidente decorre da investigação de fraudes em negócios realizados pela Bancoop, cooperativa e bancários que deu calote em seus associados enquanto desviava recursos para os cofres do PT.
A Bancoop quebrou em 2006 e deixou quase 3 000 famílias sem seus imóveis, enquanto viam, indefesos, petistas estrelados receber seus apartamentos.
A revista Veja também revelo que depois de um pedido feito por Lula ao presidente da OAS, Léo Pinheiro, seu amigo íntimo do ex-presidente e condenado a dezesseis anos de prisão no petrolão, a empreiteira assumiu a construção de vários prédios da cooperativa.
A OAS assumiu também a reforma do tríplex de 297 metros quadrados no Edifício Solaris, de frente para o mar do Guarujá, pertencente ao ex-presidente Lula e a sua esposa, Marisa Letícia.
A caso foi criteriosamente apurado pelos promotores do Ministério Público de São Paulo, que trabalham a a poucos metros da sede do Instituto Lula.
reportagem cita ainda que, durante seis meses, os promotores se dedicaram a esquadrinhar a relação entre a OAS e o patrimônio imobiliário dos chefes petistas.
A conclusão foi de que o tríplex no Guarujá é a evidência material mais visível da rentável parceria de Lula com os empresários corruptores que hoje respondem por seus crimes diante do juiz Sergio Moro, responsável pelas apurações da Operação Lava-Jato.
Os promotores ouviram testemunhas e obtiveram recibos e contratos que colocam o ex-presidente na posição de ter de explicar na Justiça as razões pelas quais tentou de todas as maneiras negar ser o dono do tríplex.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

SÃO FUDÊNCIO, O PROTETOR DO BRASIL.

Lula não apenas se auto-santificou mas chamou PF, MPF, igrejas e a todos de desonestos. Será canonizado e chamado de SÃO FUDÊNCIO, o protetor do Brasil.
Ao vomitar as abobrinhas que vomitou, Lula não apenas, ridiculamente, se auto-santificou, como, por tabela, indiretamente, chamou todos os citados na sua sua fala monstruosa, e também a população brasileira, incluindo até a Dilmanta, de desonestos, já que ele é o mais honesto do Brasil.

Relembrem e analisem. Lula, aparentemente meio bêbado, só podia estar, para falar uma baita asneira dessas, vociferou:
“Se tem uma coisa que eu me orgulho, neste País, é que não tem uma viva alma mais honesta do que eu. Nem dentro da Polícia Federal, nem dentro do Ministério Público, nem dentro da igreja católica, nem dentro da igreja evangélica. Pode ter igual, mas eu duvido”, disse.
E AGORA?
Agora, todos devem se unir e exigir, diante das provas e delações, que Lula seja preso imediatamente. Seja por tráfico de influência na venda de medidas provisórias, seja por qualquer outro motivo já comprovado pela Zelotes e pela Lava Jato, e há muitos.
Para a PF e o MPF é questão de honra meter Lula na cadeia depois dessa.

Josemir Moraes

O brasileiro é uma piada.



O brasileiro é uma piada.
I
Fiquei pensando outro dia,
Como é o povo brasileiro?
Muitas coisas não conhecia,
Nada existe lá no estrangeiro.
II
O brasileiro é calmo e indolente,
Preguiçoso, sonolento e indefeso,
Rir até com a sua dor de dente,
Um povo que sofre e não é coeso.
III
Faz festa em noite de velório,
Festeja a derrota do seu time,
Trai a esposa no dia do casório,
Desemprego e Fome não oprimem.
IV
Todo assunto ele faz uma piada,
Só para falar mal da vida alheia,
Critica quem trabalha e vive solto,
Quem roubou e está preso na cadeia.
V
Piada com branco é normal, 
Piada com negro é racismo,
Piada com homem é normal,
Piada com mulher é machismo.
VI
Piada como hétero é normal,
Piada com Gay é homofobia,
Piada com sulista é normal,
Piada com nordestino é xenofobia.
VII
Piada feita com cristão é normal,
Com outra religião é intolerância,
É um povo que vive sempre desigual,
Entre direitos e deveres - discrepâncias. 
VIII
Piada mesmo é o governo brasileiro,
Que faz o povo empobrecer a cada dia,
E os trouxas e babacas do país inteiro,
Só pensam em festas e vivem em apatia.
IX
Piada pronta é o prato do momento,
Feita por um corrupto e também ateu,
Palavras vomitadas por um jumento,
Com ofensas aos brasileiros irmãos seus.
X
E assim falou “Luiz Inácio Cachacinha, delirando.
Não tem uma viva alma mais honesta do que eu.
O país está ficando mais pobre e tudo acabando,
E ele nunca cumpriu tudo aquilo que prometeu. 


Autoria: Josemir Moraes (modesto escriba, afilhado de poeta e caboclo sonhador)

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

LULA: O PAI DA MENTIRA E DA DESONESTIDADE.


Muitos consideram a Política como arte, mas existem aqueles que fazem dessa arte uma forma de enganar as pessoas e tirar proveito próprio de bens comuns. Os nossos governantes não querem cidadãos críticos a analíticos, mas sim "ovelhas" as quais podem guiar e facilmente dominar, com isso garantem sua permanência no poder por longos períodos. 
Devemos eliminar esse entendimento sobre a política; pobres infelizes os que dizem: "não sou político, odeio política, os políticos são todos iguais, não me envolvo em política" - mal sabem eles que isso é a pura coisa política, estão sendo e agindo como os políticos querem. 
Devemos saber separar os indivíduos que agem apoliticamente da verdadeira essência da palavra "política", e a melhor época para fazer isso é nas eleições, onde eles precisam de você eleitor. Por que todos sabem que é o único momento que eles se tornam iguais para te convencer que são humanos, honestos e possuem caráter. Considero o voto uma arma perigosa e letal na mão de idiotas e analfabetos. 
A política é a liberdade de se expressar e de ter uma opinião, e ser político significa muito mais que um administrador público, significa ser educado e conhecedor dos seus direitos e deveres enquanto cidadão. Estamos passando por uma situação em que os detentores do poder, no caso os petralhas, imaginam que são donos do país e loteiam o nosso patrimônio, como se fosse uma propriedade privada, a seu bel-prazer. 
Esse crápula, Luís Stalinácio chamou todos os brasileiros trabalhadores, autoridades, juízes, promotores, enfim, todos de ladrão, vagabundos pior que ele, pois se ele é melhor então todos são piores. Esta imagem deveria ser espalhada aos milhares, em todas as cidades do Brasil, para que as mentes embotadas, entorpecidas e dopadas pela organização criminosa PT, vejam a imagem da verdade e conheçam o pai da mentira, que institucionalizou a corrupção como meta de seu governo medíocre, com o fim de eternizar-se no poder. 
Esse nariz está pequeno para esse palhaço. Esse cara tem que ser banido da vida pública, preso por corrupção e outros crimes congêneres, devolvendo todo dinheiro público surrupiado - e a sua família e amigos comparsas pagando também pelos crimes cometidos, com penas rigorosas, embasadas em leis vigentes. 
Até hoje esse cínico está curtindo com a cara do povo trabalhador, que paga altos impostos, com muito pouco retorno. Sendo mentor e chefe dessa quadrilha e organização criminosa, chamada de PT, acha-se acima de tudo, de todos, galhofa dos poderes constituídos e não teme a justiça. 
Como tem certeza da impunidade se acha no direito de atacar o povo brasileiro com piadinhas de mau gosto, como se não tivesse nódoa, mancha e mácula e fosse maior que DEUS. Diante dos maiores escândalos de corrupção e da maior crise econômica que conhecemos em nosso país, o que gera muito sofrimento, dor e angústia ao povo brasileiro, só tenho a dizer: 
Palhaço, o seu dia vai chegar!


O QUE MAIS DÓI?
O que mais dói não é sofrer saudade,
Do amor querido que se encontre ausente,
Nem a lembrança que o coração sente,
Dos belos sonhos da primeira idade.

Não é também a dura crueldade,
Do falso amigo, quando engana a gente,
Nem os martírios de uma dor latente,
Quando a moléstia o nosso corpo invade.

O que mais dói e o peito nos oprime,
E nos revolta mais que o próprio crime,
Não é perder da posição um grau.

É ver os votos de um país inteiro,
Desde o praiano ao camponês roceiro,
Pra eleger um presidente mau.

Josemir Moraes


Por que será que ninguém mais contrata Lula para proferir palestras milionárias?


(...) ao invés de estar descansando, me sento à frente do computador para escrever novos gritos de alerta.
    Plagiando o magistral Thomas Jefferson: “o preço da liberdade é a vigilância eterna”.
    Por esta singela razão, enquanto a nação correr algum perigo, não se pode descansar. Nem aos domingos!
    O Brasil vive um cenário de hipocrisia e cinismo “nunca antes visto na história desta terra”, como diria – do alto da sua iletrada sabedoria – o profeta de Caetés/PE, o dr. honoris causa que, coincidentemente, não ministrou mais NENHUMA palestra após estourar o escândalo das empreiteiras. Que eram as fontes pagadoras das bazófias do molusco do mal.
    POR QUE SERÁ? Se você se enquadra entre os admiradores do líder do PT, já se perguntou isso?     
NENHUMA palestra proferida. E o sujeito dava várias por mês. Em outros países inclusive, mesmo que não saiba sequer comunicar-se decentemente no seu próprio idioma.
    O que explicaria o fim deste fenômeno, senão a descoberta das justificativas que recebem desculpas recheadas de cinismo e hipocrisia?
     Outro dia escrevi, e vou repetir (em negrito):
      “Nem todo imbecil é hipócrita. Mas todo hipócrita é um imbecil.”
      O mesmo serve para os CÍNICOS. Inclusive os de plantão nas redações dos jornais. E também (especialmente para) os da classe intelectual da nação!
      Pois agora, ao pipocar na imprensa as notícias de novos corruptos, os defensores desvairados do Lulo-Petismo partem para o ataque, raivosos como seu chefe: “O PSDB também foi denunciado”. “Viram, não éramos somente nós!”.
      Como se uma tese defensiva deste quilate pudesse convencer alguém.
      Nem o mais néscio dos humanos aceitaria uma desculpa como esta. Ah, me esqueci dos eternos defensores do chefe e do partido. Mas, estes, data vênia, são todos hipócritas, ou cínicos, ou ambos. Ou estão a levar algum tipo de vantagem. Posso apostar que indevida e ilegal. Encontrarei reais adversários dispostos a bancar tal desafio? Duvido!
      E, caso esta fajutíssima (e ridícula) tese defensiva venha a, por um aborto da natureza, vencer, já imagino o que farei:Passarei a justificar todo e qualquer deslize que possa cometer como algo normal. “Afinal, fulano também fez...”. E estará resolvida a questão.
      Porém, será que a esquadra bolivariana terá o mesmo entendimento quando a hipocrisia lhe for contrária?
      A história da esquerda mundial prova que não. Ah, alguém quer apostar? Não! Pois contra fatos não há argumentos.
      Portanto, chega de escutarmos silentes estas justificativas esfarrapadas (“as doações foram legais”; “eu não sabia de nada”; ou “é golpe!”).
      Chega de hipocrisia. Chega de cinismo. Chega disso tudo.
      Ou se faz justiça ou vamos trocar o nome do Brasil. Sugiro, como nomes alternativos “roubolândia”. Ou, quem sabe, “terra da impunidade”.
      E da falta de vergonha!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

PT pode ser extinto. PSDB protocola ação para investigar propina de R$ 50 milhões paga por Angola à campanha de Lula.



O PSDB protocolou nesta quarta-feira (20/01), na Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), uma representação solicitando a investigação do eventual recebimento de recursos do exterior para a campanha do Partido dos Trabalhadores em 2006, quando o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi candidato à reeleição.

A denúncia foi feita pelo ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, preso na Operação Lava Jato, em delação premiada. Caso a acusação seja comprovada, o PT pode ter o seu registro partidário cassado e ser extinto, explicou o vice-presidente jurídico do PSDB e líder do partido na Câmara, Carlos Sampaio (SP).

Clique AQUI para ver a representação protocolada pelo PSDB.

Segundo Cerveró, uma negociação de US$ 300 milhões entre a Petrobras e uma empresa angolana teria gerado uma propina de R$ 50 milhões, que foi destinada à campanha de Lula.Para Carlos Sampaio, o caso é grave e deve ser apurado pelas autoridades competentes. Em entrevista coletiva, ele salientou que a Constituição Federal, no artigo 17, e a Lei dos Partidos Políticos, em seu artigo 28, vedam o recebimento de recursos do exterior em campanhas no Brasil, sob pena de perda do registro e a consequente extinção da legenda.

“O que está em jogo não é o ex-presidente Lula, e sim o recebimento por parte do Partido dos Trabalhadores de recursos do exterior. O que a lei veda, e a Constituição também, é que recursos vindos do exterior abasteçam campanhas eleitorais do Brasil, o que é uma ofensa à soberania nacional e à independência dos partidos políticos. Independentemente do que vá acontecer com o ex-presidente Lula, a consequência é direta para o seu partido, para o Partido dos Trabalhadores”, afirmou.

Modus operandi criminoso

O deputado lamentou o “modus operandi criminoso” empregado pelo partido na tentativa de permanecer à frente da Presidência da República.“Esse proceder criminoso infelizmente fez parte da atuação do governo do PT. Nós tivemos o episódio do Mensalão e do Petrolão, ambos como sendo episódios claros, para toda a imprensa e todo o Brasil, de que era o Partido dos Trabalhadores utilizando a Petrobras, utilizando o pagamento de recursos mensais, para viabilizar um projeto de poder, que elegeu o Lula e a Dilma”, destacou o tucano.

Sampaio lembrou ainda de um episódio semelhante ao relatado por Cerveró: o pagamento do marqueteiro Duda Mendonça, responsável pela campanha petista em 2002. Na ocasião, as investigações da CPI dos Correios, que apurou o escândalo do Mensalão, não conseguiram comprovar se o dinheiro recebido pelo publicitário teria ou não vindo do exterior. Por conta disso, o líder do PSDB defendeu que “seja investigado tudo aquilo que a Procuradoria Geral da República entenda que tenha pertinência”.

Respeito às regras

O deputado federal também deixou claro que o possível resultado do processo, a extinção do PT, não decorre de vontades particulares ou de uma bravata contra o partido do ex-presidente Lula, mas sim de uma consequência legal. Ele usou como exemplo o pedido de impeachment que atualmente está em análise na Câmara dos Deputados.

“A ação do PSDB no TSE [Tribunal Superior Eleitoral] foi acolhida por maioria e está sendo investigada. Três linhas de investigação no TSE nós temos, mais o impeachment na Câmara. Nenhuma dessas linhas foi alvo de reconhecimento por parte da Suprema Corte de que não era correta. Até mesmo a questão do impeachment.

O Supremo, quando disse qual é o rito, disse que a representação foi acolhida de forma correta. Ele não disse que era golpe, não disse que não cabia o pedido de impeachment, não disse que a fundamentação dos professores Hélio Bicudo, Janaína Paschoal e Miguel Reale eram incorretas. Ao contrário, o Supremo legitimou o processo de impeachment e definiu um rito”, ressaltou.

“Faz parte da regra do jogo. As instituições estão sendo respeitadas, a legislação está sendo cumprida. Isso é o mais importante. O ruim para o Brasil é não cumprir as leis que estão em vigor”, completou Sampaio.