NOTÍCIAS

Loading...

domingo, 1 de março de 2015

Jornal espanhol "El País" alerta que Brasil corre risco de guerra civil.

     

O Jornal espanhol fez um panorama do atual cenário politico do Brasil e diz que nosso país corre o risco de uma guerra civil


O jornal espanhol El País publicou nesta quarta-feira (18/02) um artigo onde o correspondente Juan Arias traça um panorama da atual situação política brasileira e os reflexos na população: “O Brasil, em vez de se dividir, sempre se uniu no passado para defender as grandes batalhas democráticas. Foi assim nas manifestações de massa das ‘Diretas Já’, para pedir a volta do direito ao voto popular, e quando, juntos, os brasileiros saíram às ruas, vestidos de preto, para exigir o impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello. O país nunca teve comichão pelo confronto popular”, afirma o jornalista.

“Mas pela primeira vez os analistas começam a se preocupar com a possibilidade de que o Brasil entre, por motivos políticos e para reagir à corrupção e à crise econômica e de desencanto com a política, num círculo de confronto popular que pode deixá-lo mais parecido com a Argentina ou com a Venezuela do que com sua própria história”, alerta Arias.

Ele prossegue: “No Brasil começam a ressoar dois gritos preocupantes: o de impeachment da presidenta Dilma, recém-eleita nas urnas, e o de uma possível guerra civil, não sangrenta, mas de consequências difíceis de medir, em que os cidadãos poderiam acabar se enfrentando nas ruas, pela primeira vez não unidos em defesa de uma causa comum, mas com ruídos de ‘guerra’.

General do exército manda recado aos corruptos no governo.


GENERAL PAULO CHAGAS - RECADO AO PT


sábado, 28 de fevereiro de 2015

Impeachment - Luiz Trevisani & Eder Borges


VAMOS PINTAR O BRASIL (música)

Atenção meu povo brasileiro,
vem pra rua você também,
vamos parar o país inteiro,
vem, vem, vem.



É tudo isso que eu quero,
eu não gosto de vermelho,
siga o meu conselho,
eu visto, o verde e amarelo.



O nosso país vai ter que mudar,
não aceito a foice e o martelo,
vem pra rua meu povo,
vestindo o verde e amarelo.



Vamos nos unir, meu irmão,
e expulsar os canalhas,
acabar com a corrupção,
e prender todos petralhas.



Só depois que essa gente,
sair da governança,
o povo vai ficar contente,
e aplicar na poupança.



Essa hora vai chegar,
para a glória do Brasil,
e alegre irei ficar,
com esse povo tão gentil.



Iremos todos resgatar,
a moral desse país,
colocar tudo em seu lugar,
e o povo ficar feliz.



É assim, dona Dilma e seu Lula,
a situação no país está feia,
não fiquem criando firula,
se não vão parar na cadeia.



Com a operação Lava Jato,
tenham cuidado, eu imploro,
se não vão pagar o pato,
com o Juiz Sérgio Moro.


Autoria: Josemir Moraes

Stedile, o maior pelego do Brasil, e Lula, o Mussolini de São Bernardo, querem golpear a democracia.


Mussolini (centro) na "Marcha Sobre Roma", em 1922, que marca o golpe fascista
        Mussolini (centro) na “Marcha Sobre Roma”, em 1922, que marca o golpe fascista

João Pedro Stédile, o dono do MST, esteve naquela patuscada promovida por Lula em frente à sede da Petrobras no Rio. E demonstrou que é mesmo o que sempre afirmei: mero esbirro do PT. No seu discurso, ameaçou: “Vamos estar todos os dias aqui em protesto [se Marina ganhar]”.
Cabe a pergunta: por quê? Por razões óbvias, ele não conhece as medidas de Marina na área do pré-sal pela simples razão de que ela ainda não venceu a eleição, ora essa. Não tendo vencido, não tomou posse. Não tendo tomado posse, ainda não governou.
Stédile, em companhia de Lula, deixa claro, assim, que não reconhece as instituições do regime democrático, coisa que, diga-se, eu também sempre soube. Gente como ele — a exemplo de Guilherme Boulos, o líder do MTST — só existe porque a democracia costuma ser tolerante com elementos que buscam solapar seus fundamentos.
O dito líder do MST é o maior pelego do Brasil. Dilma, na comparação com Lula e FHC, é a presidente que menos assentamentos fez. E nem acho que isso seja um problema em si, já que os sem-terra, de fato, não existem. O que existe é o MST, um aparelho que vive do dinheiro público. A grana que financia o movimento, na prática, tem origem nos recursos destinados à agricultura familiar.
A declaração de Stédile, para a surpresa de ninguém, tangencia o terrorismo político. Observem que ele nem mesmo diz que promoverá protestos ligados à sua área de atuação. Nada disso! Agora, o capa-preta do MST pretende também dar ultimatos no setor energético.
O que Lula e este senhor fizeram, nesta segunda, foi ameaçar o país. O Poderoso Chefão do PT está tentando alimentar temores que muita gente já expressou aqui e ali: se os petistas forem derrotados, o país se tornará ingovernável porque eles botarão a tropa na rua. Se, agora, diante do nada, brandindo um fantasma, uma invenção, uma fantasia, fazem esse escarcéu, imagine-se o que não fariam se, num eventual novo governo, tivessem seus interesses contrariados.
Lula está ameaçando o Brasil com uma “Marcha Sobre Roma” se o seu partido for apeado do poder, se o eleitor insistir em fazer o que ele não quer. O ato desta segunda foi a manifestação explícita e arreganhada de quem não tem a democracia como um valor universal. Para os petistas, uma eleição presidencial é aquele processo que só admite um resultado: a vitória.
É coisa de fascistas. Lula está pensando que o Brasil de 2014 é a Itália de 1922 e que ele é Mussolini.

Por Reinaldo Azevedo

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

O PT NÃO QUER QUE VOCE SAIBA


15 de março - IREMOS PINTAR O BRASIL DE VERDE E AMARELO.



VAMOS PINTAR O BRASIL (música)

Atenção meu povo brasileiro,
vem pra rua você também,
vamos parar o país inteiro,
vem, vem, vem.

É tudo isso que eu quero,
eu não gosto de vermelho,
siga o meu conselho,
eu visto, o verde e amarelo.

O nosso país vai ter que mudar,
não aceito a foice e o martelo,
vem pra rua meu povo,
vestindo o verde e amarelo.

Vamos nos unir, meu irmão,
e expulsar os canalhas,
acabar com a corrupção,
e prender todos petralhas.

Só depois que essa gente,
sair da governança,
o povo vai ficar contente,
e aplicar na poupança.

Essa hora vai chegar,
para a glória do Brasil,
e alegre irei ficar,
com esse povo tão gentil.

Iremos todos resgatar,
a moral desse país,
colocar tudo em seu lugar,
e o povo ficar feliz.

É assim, dona Dilma e seu Lula,
a situação no país está feia,
não fiquem criando firula,
se não vão parar na cadeia.

Com a operação Lava Jato,
tenham cuidado, eu imploro,
se não vão pagar o pato,
com o Juiz Sérgio Moro.

Autoria: Josemir Moraes (modesto escriba, compositor e afilhado de poeta)

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

OLHE BEM LULA. O POVO BRASILEIRO NÃO ACEITA O COMUNISMO.


lula_dit.jpg 
LULA: Comandante de um exército paralelo, clandestino e falso (MST), dentro do nosso país.

Olhe bem Lula, olho no olho. Nós, brasileiros ordeiros e honestos não temos um pingo de medo de você e seus comparsas. Não venha com ameaças ao nosso povo, alegando que tem um exército pronto, no caso o MST, chefiado por um capataz seu, o Stédile, para lutar e matar o nosso povo, de maneira truculenta e covarde.
Você sabe e muito bem, que com o dinheiro dos nossos impostos, o desgoverno petralha, sob o seu comando e da ex-guerrilheira Dilmentira, financia o seu exército clandestino e paralelo, para fazer frente ao nosso verdadeiro exército, o de CAXIAS, orgulho do nosso povo. Você, camarada Lula, está dando murro em ponta de faca e vai se ferrar, logo, logo. Aguarde! o tempo dirá!
Tudo foi preparado quando você desarmou o cidadão ordeiro brasileiro e armou esses bandidos do MST, e depois os recebeu no Palácio do Planalto, como demonstração de força, colocando o chapéu dos assassinos, estupradores e invasores de terras produtivas, em sua cabeça vermelha, chata e criminosa.

Eu já sabia o que iria acontecer no futuro e realmente aconteceu. Hoje eles estão preparados para a luta armada, contra os nossos irmãos pacatos brasileiros. Foram treinados por milícias cubanas e venezuelanas, com um acordo feito por você, com Fidel Castro e Hugo Chaves, já falecido, ditadores sanguinários, que você tanto admirou e admira.

Temos tradições seculares de pacifismo e não adotamos guerras de conquista, mas não aceitamos uma mudança de regime à força. Estamos também prontos para a guerra, como você falou. Passamos mil anos sem sermos empregados, mas nenhum minuto sem estarmos preparados. Em nossa guerra, também contamos com o Rei dos Reis e Comandante de todos os Exércitos. Você jamais nos vencerá. Temos DEUS no coração e seremos sempre vencedores.

Vocês, canalhas, imundos e comunistas porcos, todas às vezes que tentaram implantar o comunismo no Brasil, foram derrotados. São uns fracassados costumeiramente nos ideais perversos, haja vista serem dotados de mentes satânicas e diabólicas, sem DEUS no coração.

Vivemos em um país lindo por natureza, cristão e abençoado por DEUS. E um anticristo como você Lula, e outros membros dessa seita demoníaca chamada PT (Partido dos Trambiques), serão sempre derrotados, em suas maléficas intenções.

Peço a DEUS que ilumine a mente do povo brasileiro menos esclarecido, no sentido de que reflita muito sobre a crise ética, moral, social, econômica e institucional, com a desarmonia dos poderes, que estamos vivendo. E diante de toda essa conjuntura, tome uma decisão correta e exemplar, com base também em princípios religiosos e morais, no sentido de extirpar de uma vez por todas, esses vermes, canalhas  e patifes, inquilinos temporários do poder. SÓ JESUS SALVA!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Financial Times vê 10 motivos para o impeachment de Dilma.




(Folha) Um artigo publicado no site do jornal britânico "Financial Times" nesta quarta-feira (25) lista dez motivos para acreditar que a presidente Dilma Rousseff pode não terminar seu segundo mandato. Assinado pelo editor-adjunto de mercado emergentes da publicação, Jonathan Wheatley - que foi correspondente do jornal no país entre 2005 e 2011-, o texto cita entre as razões a perda de apoio no Congresso Nacional. 

Até mesmo alguns petistas, segundo o artigo, se voltaram contra a presidente. "Alguns membros [do partido] a veem [Dilma] como uma intrusa oportunista", escreve. Dilma filiou-se ao PT nos anos de 1990, após começar a carreira partidária no PDT de Leonel Brizola. 

A maioria dos motivos mencionados no texto são de cunho econômico (veja a lista completa no final deste texto). Apenas dois têm relação indireta com a economia: a falta de água e possíveis apagões elétricos. 

DEZ MOTIVOS PARA ACREDITAR QUE DILMA PODE SOFRER IMPEACHMENT, SEGUNDO O 'FINANCIAL TIMES'
  1. Perda de apoio no Congresso
  2. Escândalo da Petrobras
  3. Queda na confiança do consumidor
  4. Aumento da inflação
  5. Aumento do desemprego
  6. Queda na confiança do investidor
  7. Déficit orçamentário
  8. Problemas econômicos no geral
  9. Falta d'água
  10. Possíveis apagões elétricos.

LULA É UM IRRESPONSÁVEL.

Milicianos petistas partem pra porrada. Ou: Lula é um irresponsável. Lula é um aproveitador. Lula é um oportunista. Lula é um vampiro da institucionalidade. Lula é sanguessuga na nacionalidade. Ou: Marilena Chaui sentiu prazer ao ver o povo apanhando?



Acima, pós-graduandos de Chaui, que também odeia a classe média, ensinam como se deve entender a “Cultura e Democracia”



Quando petistas resolvem promover um ato “em defesa da Petrobras”, sabendo tudo o que sabemos sobre a roubalheira na estatal, é claro que estão procurando o confronto; é claro que estão provocando o adversário — que, no caso, é o povo brasileiro. O PT, encarnado por Luiz Inácio Lula da Silva, a CUT e a FUP (Federação Única dos Petroleiros) resolveram organizar uma patuscada nesta terça, na sede da Associação Brasileira de Imprensa, no Rio. Os valentes dizem defender a punição dos corruptos — só faltava anunciar o contrário —, mas denunciam uma suposta campanha contra a empresa. O que é, obviamente, mentira.
Pois bem. Muitos brasileiros, vítimas do assalto institucionalizado, decidiram protestar nas proximidades da ABI. E aí aconteceu o que os trogloditas estão querendo há muito tempo. Vestidos com camisetas vermelhas, com a sigla do partido, demonstrando que estão especialmente treinados para o confronto, os brutamontes partiram pra cima dos que protestavam contra a roubalheira na base da porrada.
Atenção! Vocês lerão por aí que houve troca de socos e pontapés. Sim! Mas que fique claro: quem partiu pra cima dos opositores foram os petistas, inconformados com as pessoas que gritavam “Fora PT” e que cobravam o impeachment de Dilma. Mais: os que protestavam contra o partido não passavam de duas dezenas. Os que queriam espancá-los eram mais de 300. E assim era n não porque há mais petistas do que antipetistas. É que não se tratava de militantes organizados. Os que repudiavam o petismo eram pessoas comuns, que apenas passavam por ali e viam a companheirada.
Lula é um irresponsável.
Lula é um aproveitador.
Lula é um oportunista.
Lula é um vampiro da institucionalidade.
Lula é um sanguessuga da nacionalidade.
É claro que um ato com essas características jamais poderia ter sido marcado — não a esta altura dos acontecimentos. Todo mundo sabe ser mentira que existam pessoas interessadas em prejudicar ou em vender a Petrobras.
Quem destruiu a empresa foi o PT.
Quem nomeou os ladrões foi o PT.
Quem está no comando da empresa nos últimos 13 anos é o PT.
Escrevi aqui anteontem que o partido não está se dando conta da gravidade dos problemas que se conjugam. Perdeu a leitura da realidade. É impressionante que um ex-presidente da República, líder inconteste do maior partido do país, incentive manifestações que fatalmente terminarão em confronto. E assim é porque o povo está indignado.
Com a baixaria desta terça-feira, o que Lula e seus tontons macoutes estão fazendo é incentivar as manifestações de protesto marcadas para o dia 15 de março. Dilma deveria chamar o seu antecessor e lhe passar uma descompostura. Mas, ora vejam, para tanto, seria necessário que ela fosse, no momento, a chefe política dele. Ocorre que ele a considera nada menos do que sua subordinada.
Lula está com inveja da Venezuela.
Lula está com inveja de Nicolás Maduro.
Lula acha que chegou a hora de rachar algumas cabeças.
Se Dilma não tomar cuidado, o seu mentor (ainda é? ) vai ajudar a apeá-la do Palácio. Aos brasileiros indignados, uma dica: não cedam à provocação dos reacionários, aproveitadores e bandidos vestidos de vermelho.
Ah, sim: Marinela Chaui disse que estaria lá. Estava? Ela, que tanto escreveu sobre democracia, ao ver o povo apanhando dos milicianos petistas, sentiu o quê? Vergonha? Comichão intelectual? Prazer?

Ladrão processando polícia. Não falta mais nada no Brasil corrupto da Dilma.



(Folha) Os advogados do PT levam, nesta terça-feira, uma representação ao Ministério da Justiça contra atuação da Polícia Federal durante a Operação Lava Jato. A iniciativa serve para informar formalmente de duas ações adotadas nesta segunda-feira. Os advogados do PT protocolaram duas interpelações judiciais contra o ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco, na Justiça Cível e na Criminal, do Rio de Janeiro. 

O PT está processado Barusco cível e criminalmente. O ex-gerente da Petrobras acusou o secretário de Finanças do PT, João Vaccari Neto, de arrecadar recursos do esquema para o partido. O PT também protocolou pedidos de sindicâncias na Corregedoria Geral da Polícia Federal e na Corregedoria Geral do Ministério Público Federal em Brasília. Neles, o PT pede que se investigue vazamento seletivo de informações contra o partido.

Recordar é viver...
Na última sexta-feira, Dilma Rousseff voltou a falar. E Dilma falar e um cachorro fazer cocô na grama é a mesma coisa, na atual conjuntura política. Vejam o que ela disse, repetindo o velho mantra da Polícia Federal independente:

Não tem ‘engavetador’ da República. Não tem controle sobre a Polícia Federal, nós não nomeamos pessoas políticas para os cargos da Polícia Federal. E isso significa que junto do Ministério Público e junto com a justiça, todos os órgão do Judiciário, está havendo no Brasil um processo de investigação como nunca foi feito antes.

Comentário:
Você entendeu o que falou a Anta? Para o seu conhecimento, no desgoverno da Dilmentira, já foram engavetadas pelo PGR, mais de oitenta ações contra o desgoverno corrupto. E essa anta, ainda vem falar bobagens e mentiras. O seu lugar é na cadeia, para meditar sobre os males que causou ao nosso país.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

O JUMENTO E A JUMENTA.








Fico muito triste ao ver uma jumenta gorda, com obesidade grau...montada em um jumento franzino, pesando menos da metade do peso da jumenta. É realmente uma sobrecarga e sobrepeso irracional e animalesco. Com isso, concordo que deveria inverter as posições, ou seja, a jumenta conduzir o jumento, porque ele é nosso irmão e fez muito pelo Brasil, principalmente pelo desenvolvimento do Nordeste.

 

Diferentemente da jumenta  Bandilma, que só praticou corrupção e traquinagem em seu medíocre desgoverno, o jumento, sendo animal irracional,  serviu e serve de exemplo para o homem, - animal racional, bípede, dotado de espírito e inteligência, ocupante do  primeiro lugar na escala zoológica. 

 

E para formalizar os nossos agradecimentos ao jumento (Do latim jumentu-, animal de carga), animal irracional, mamífero, quadrúpede, da família dos equídeos, transcrevo na íntegra, a letra de uma música cantada por Luiz Gonzaga, "GONZAGÃO", APOLOGIA DO JUMENTO: 

                                                                                                                           

                                                                                       

É verdade, meu senhor, 

Essa estória do sertão, 

Padre Vieira falou, 

Que o jumento é nosso irmão. 

 

 A vida desse animal, 

 Padre Vieira escreveu, 

 Mas na pia batismal,

 Ninguém sabe o nome seu. 

 

Bagre, Bó, Rodó ou Jegue, 

Baba, Ureche ou Oropeu, 

Andaluz ou Marca-hora, 

Breguedé ou Azulão.

 

Alicate de Embau, 

Inspetor de Quarteirão.

Tudo isso, minha gente, 

é o jumento, nosso irmão. 

 

Até pra anunciar a hora,

seu relincho tem valor, 

sertanejo fica alerta, 

o dandão nunca falhou.

 

Levanta com hora e vamo. 

O jumento já rinchou. 

 Bom, bom, bom. 

 

Ele tem tantas virtudes, 

ninguém pode carcular, 

conduzindo um ceguinho, 

porta em porta a mendigar. 

 

O pobre vê, no jubaio, 

um irmão pra lhe ajudar. 

Bom, bom, bom. 

 

E na fuga para o Egito, 

quando o julgo anunciou, 

o jegue foi o transporte, q

que levou nosso Senhor. 

 

Vosmicê fique sabendo, 

que o jumento tem valor. 

 

Agora, meu patriota, 

em nome do meu sertão, 

acompanhe o seu vigário, 

nessa terna gratidão. 

 

Receba nossa homenagem, 

ao jumento, nosso irmão. 

 

                                                                                                                                         
Autoria: Josemir Moraes (um escriba humilde, afilhado de poeta).






domingo, 22 de fevereiro de 2015

PARE DE MENTIR DILMA!




                                          A QUERIDINHA DO BRASIL

É.. minha gente, brasileiros e brasileiras. Descobri que a culpa do roubo na Petrobras e uma imensidão de escândalos sucessivos, do desgoverno do PT (Partido dos Traquinos) foi de Pedro Álvares Cabral, no ano de 1500, quando descobriu e aportou no Brasil, a terra tupiniquim. É que o velho Cabral, companheiro do Lulinha 51, o Reizinho de Garanhuns, trouxe em sua bagagem: ladrões, criminosos e outras espécimes de má índole existentes na época, inclusive corruptos.




Sendo assim, concordo com a Bandilma, vulgo Estela Carabina, também conhecida como a mãe do PAC (Plano de Aceleração da Corrupção), que todos deverão ser inocentados pelos malfeitos praticados em seu vergonhoso desgoverno e imputar os crimes "in totum", aos nossos antepassados, inclusive ao ex-presidente Getúlio Vargas, por ter criado a Petrobras, sem pensar no futuro do nosso país.



Sugiro a você, Dilmentira, que puna severamente os militares arautos do progresso, da decência e da moralidade, que governaram na época do milagre brasileiro, haja vista a produção de petróleo ter aumentado assustadoramente, em quantidade barris, sem muito alarde e corrupção, o que veio a acarretar o roubo atual, pela expansão do crescimento. É brincadeira!



Ademais, o Brasil, país jovem, teve dois períodos distintos desde o descobrimento: um antes do PT no poder e outro com o PT no poder. Tenha vergonha na cara bandida, assuma os seus erros e a sua incompetência para administrar um país continente, cheio de gargalos e carente de governantes que tenham, ética, moral e sejam probos.



O PT (Partido da Traquinagem), digo, Organização Criminosa dos Petralhas (OCPT), constitui uma verdadeira quadrilha, com o fim de assaltar o nosso país, empobrecer o nosso povo e entregá-lo aos medalhões vermelhos e corruptos do Foro de São Paulo. Pare de mentir Bandilma, o povo brasileiro já conhece o seu comportamento como má gestora e a sua incompetência como administradora, desde a época que você colocou em estado de falência, uma lojinha de material importado, ao preço único de R$ 1,99.



Na minha concepção, como cidadão brasileiro e eleitor conseqüentemente, sendo obrigado a votar, sem restrições da Constituição Federal e Lei Eleitoral, exerço plenamente o meu direito de Cidadania, em um Estado Democrático de Direito, emitindo as minhas opiniões, "Sem ódio e sem medo", como as descrevo abaixo:



A minha opinião e um conselho a Vossa Excelência, ex-guerrilheira de araque, é que por ter cometido um rosário de crimes, algo inquestionável, ferindo a nossa Constituição Federal, Código Penal e outras normas legais, RENUNCIE o mais breve possível, para o bem do nosso povo, e peça para ser recolhida a um presídio especial para pessoas odiosas, vingativas, e desonestas, para refletir isoladamente, até o término da sua vida conturbada, nesse mundo de meu DEUS, sobre o mal que causou ao nosso país, desde a época da Revolução Redentora de 1964, quando roubava, assaltava, sequestrava e praticava ações de terrorismo.



Você lembra-se do assassinato do soldado Mário Kozel Filho? E do roubo do cofre do Ademar de Barros?  E as suas mentiras e falsas promessas nos debates ocorridos na campanha eleitoral de 2014?  E as acusações feitas aos seus adversários, sem provas, com a cara mais sínica do mundo, chegando até a passar mal em  um debate, pelo peso na consciência, se tem um pingo.  Você provou alguma coisa?

Isso Dilmentira, considero crime - estelionato eleitoral e punível com a cassação do seu mandato. Mas iremos em frente. Sim, sei, não se lembra de nada, como todos os petistas corruptos, inclusive o seu chefão. A história é longa e iremos parar por aqui.



E concluo, assuma os seus atos irresponsáveis e deixe de colocar a culpa nos outros, inclusive no FHC, que implantou o REAL e vocês surfaram na onda, por três mandatos presidenciais consecutivos. E depois, como é do conhecimento do povo brasileiro esclarecido, as suas mentiras e ilações ficaram claras como às águas das cascatas, acabaram-se às benesses do Plano Real, por incompetência, falcatruas, traquinagens e corrupção desenfreada no seu desgoverno medíocre, sem rumo e sem norte e você ainda vem com desculpas esfarrapadas, tentando enganar os tolos. Só os otários e seus comparsas acreditam em você e no seu desgoverno.

Eis o resultado da incompetência: colocar a culpa nos outros, enganando os incautos e desprovidos de conhecimentos e saber, escondendo o espírito maléfico, que é a sua marca, desde os anos da redenção do nosso país, com a implantação do Regime Militar e  consequente prisão e expulsão dos comunistas de carteirinha, iguais a você e seu criador. 

É verdade! Estamos no abismo, o país cresce para baixo e para trás, como rabo de cavalo e a volta ao crescimento sustentável e contínuo será feita com muito trabalho, suor e sangue do povo ordeiro e honesto desse país sofredor, que vive desgovernado por corruptos. E tudo culpa sua,  do seu criador e mentor satânico. 
Muda Brasil!




Autoria: Josemir Moraes (modesto escriba e afilhado de poeta)




 

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Defesa celebra os 70 anos da Tomada de Monte Castelo, épica vitória brasileira na II Guerra Mundial.


Brasília, 20/02/2015 – O coronel Nestor da Silva, 97, é testemunha viva de um dos maiores feitos das Forças Armadas brasileiras durante a II Guerra Mundial: a Tomada de Monte Castelo, no centro-norte da Itália, há exatos 70 anos. Ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira (FEB), participou "in loco" da batalha do dia 21 de fevereiro de 1945, quando os aliados conquistaram a região antes dominada pelos nazistas alemães. “Foram quatro tentativas sem sucesso. Só na quinta é que nós mudamos de estratégia e conseguimos vencer”, explicou o veterano coronel. A épica vitória brasileira que completa sete décadas foi comemorada em solenidade no Batalhão de Polícia do Exército de Brasília na manhã desta sexta-feira (20). 

Foto: Tereza Sobreira
Coronel Nestor, 97, a frente, e Tenente-Coronel Vannutelli, 96: heróis nacionais que participaram da épica vitória de Monte Castelo
Coronel Nestor, 97, a frente, e Tenente-Coronel Vannutelli, 96: heróis nacionais que participaram da épica vitória de Monte Castelo

Os veteranos brasileiros que lutaram na II Guerra Mundial, os eternos “pracinhas”, foram os grandes homenageados da solenidade. Além do coronel Nestor, estiveram presentes o tenente-coronel Mário Raphael Vannutelli, 96; os capitães Vasco Duarte Ferreira, 91, e Severino Francisco de Oliveira, 96; e o tenente Vinícius Venus Gomes da Silva, 89. Eles foram saudados efusivamente pelo público que acompanhava a cerimônia.
Após ser entoada a Canção do Expedicionário, o comandante do Exército, general Eduardo Dias Villas Bôas, enalteceu a importância dos ex-combatentes. “Feliz do Exército que tem heróis para reverenciar. Feliz de nós que temos os pracinhas para reverenciar, nossos heróis. Em nome da Força Terrestre de ontem, de hoje e de sempre, o nosso muito obrigado.” A solenidade foi encerrada com desfile em homenagem aos veteranos.
Uma vitória estratégica
Para o chefe da Seção de Memória da Escola Superior de Guerra, major Gilberto de Souza Vianna, “a Tomada de Monte Castelo foi a prova da eficácia da FEB nos campos de batalha da Itália na II Guerra Mundial”. O historiador afirmou, também, que o episódio foi estratégico para a sequência da campanha dos aliados e derrota dos nazistas. “Nós, sozinhos, tomamos a região. Foi um marco de valor”, disse.
Foto: Exército Brasileiro
Sucesso de Monte Castelo demonstrou eficácia dos militares brasileiros em batalha: vitória estratégica na campanha aliada contra os nazistas
Sucesso de Monte Castelo demonstrou eficácia dos militares brasileiros em batalha: vitória estratégica na campanha aliada contra os nazistas

Paraquedista da Arma de Infantaria, o coronel Nestor orgulha-se de ter, junto com seus amigos, vencido “um dos maiores soldados do mundo que é o alemão”. Outro ex-febiano, o tenente-coronel Vannutelli, da arma de Artilharia, contou que a preparação para ir para o combate mundial foi “corrida, difícil e ligeira”. Mesmo assim, “a Força Expedicionária cumpriu sua missão”, sentenciou o artilheiro.
Memórias do coronel

Leia também

Força Expedicionária Brasileira comemora 70 anos do "Batismo de Fogo" na II Guerra Mundial

A participação brasileira na II Guerra Mundial

I Guerra Mundial acelerou modernização das Forças Armadas no Brasil


Quem conversa com o coronel Nestor da Silva não acredita que aos 97 anos, sua memória possa ser tão rica em detalhes. Entre muitas perguntas e admiração dos presentes no evento de hoje, ele citou curiosidades da árdua tarefa realizada em terras estrangeiras.
“Fiquei 52 dias sem tomar banho, porque não tinha nem como”, confidenciou. “O que mais estranhamos foi o clima, eram 20 graus abaixo de zero. Muito frio. Recebemos fardamento dos americanos e usávamos três roupas, uma por cima da outra.” E completou: “Naquela época eu tinha uns 20 e poucos anos. Fazia parte do 11º Batalhão de Infantaria de Montanha, de São João del-Rei (MG). Quando voltei para o Brasil, me casei com uma menina que conheci em São João. Estou com ela até hoje e ela tem 81 anos”.
Foto: Tereza Sobreira
Combatente de Infantaria, Nestor tinha pouco mais de 20 anos na Guerra: “Fiquei 52 dias sem tomar banho, porque não tinha nem como”
Combatente de Infantaria, Nestor tinha pouco mais de 20 anos na Guerra: “Fiquei 52 dias sem tomar banho, porque não tinha nem como”

Sobre a preparação recebida, Nestor detalhou que houve treinamento antes do embarque. Depois, quando chegaram à cidade de Pisa receberam armamento e farda. Após isso, em solo italiano, “foram 15 dias em atividades intensas” até partir para o front. Durante o período que permaneceu na II Guerra, o coronel contabilizou que “mais de 400 soldados brasileiros perderam a vida”.
Homenagem da Defesa
O Ministério da Defesa (MD), também comemorou os 70 anos da conquista de Monte Castelo, a primeira vitória da FEB na II Guerra Mundial.
O chefe da CAE, general Menandro Garcia de Freitas, destacou a importância da sociedade recordar os feitos heroicos destes homens e mulheres. "Comemorar a história de um país é parte insubstituível na formação cultural e para que seus cidadãos tenham orgulho daqueles que legaram este território continental que nós temos hoje", afirmou.
Foto: Jorge Cardoso
General Menandro Garcia, do Ministério da Defesa: participação brasileira na II Guerra Mundial deixou importante legado para as Forças Armadas
General Menandro Garcia, do Ministério da Defesa: participação brasileira na II Guerra Mundial deixou importante legado para as Forças Armadas

Menandro também lembrou o ceticismo que dominava o país à época: “diziam que era mais fácil uma cobra fumar cachimbo do que o Brasil participar da guerra na Europa".
Compondo o IV Corpo do Exército dos Estados Unidos, sob o comando do general Willis D. Crittenberger, a FEB tomou o Monte em 21 de fevereiro de 1945, tornando possível a vitória dos aliados.
No total, 20,4 mil alemães foram capturados pelas tropas brasileiras. O general Menandro fez questão de ressaltar as peculiaridades da Força Expedicionária, principalmente, o tratamento digno aos oponentes.
Outra característica da tropa brasileira era o respeito à população local e à dignidade humana. Segundo ele, os pracinhas possuíam a Cartilha do Expedicionário, que norteava o comportamento da tropa. "Essa atitude é uma marca, até os dias atuais, da cooperação brasileira em missões internacionais de paz”. 
Conforme o general Menandro, a participação na Segunda Guerra deixou um legado importante ao país, entre eles, a valorização estratégica da região Nordeste do país, a aplicação de uma doutrina militar nacional, a renovação da mentalidade industrial e a projeção internacional, já que o Brasil foi o único país da América Latina a compor uma força militar contra o nazismo e o fascismo.
 
Por Marina Rocha e Alexandre Gonzaga
Assessoria de Comunicação
Ministério da Defesa
61 33122-4071