NOTÍCIAS

Loading...

sexta-feira, 27 de março de 2015

Mais lama! Palocci, segundo revista, desviou R$ 100 milhões recebidos do Petrolão para a campanha Dilma 2010.

            


(Isto É) A pedido da Procuradoria Geral da República está em curso na Justiça Federal do Paraná uma investigação sobre a participação do ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil, Antônio Palocci Filho, no esquema do Petrolão. Entre os alvos principais do processo estão contratos feitos entre a Projeto – consultoria financeira pertencente ao ex-ministro – e empresas que fizeram direta ou indiretamente negócios com a Petrobras.

Com base em delações premiadas, documentos apreendidos e até na prestação de contas feitas pelos partidos, procuradores e delegados da Operação Lava Jato calculam que consultorias feitas por Palocci possam ter sido usadas para desviar cerca de R$ 100 milhões do Petrolão para os cofres do PT. “Vamos demonstrar que, assim como o ex-ministro José Dirceu, Palocci trabalhou para favorecer grupos privados em contratos feitos com a Petrobras e canalizou ao partido propinas obtidas a partir de recursos desviados da estatal”, disse um dos procuradores na tarde da quarta-feira 25.

Até a semana passada, os procuradores observavam com lupa seis contratos da empresa de Palocci e nas próximas semanas deverão recorrer ao juiz Sérgio Moro para que autorize a quebra dos sigilos bancário e fiscal do ex-ministro. Os documentos e depoimentos que mais têm despertado a atenção de delegados e procuradores dizem respeito às relações do ex-ministro com a WTorre Engenharia e com o Estaleiro Rio Grande.

De acordo com os relatos feitos por procuradores da Lava Jato, em 2006, após deixar o governo Lula acusado de violar o sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa (leia quadro na pág. 38), Palocci teria intermediado a aquisição do Estaleiro Rio Grande pela WTorre. Meses depois da negociação e sem nenhuma expertise no setor naval, a empresa venceu uma concorrência para arrendamento exclusivo do estaleiro à Petrobras.

Em seguida, a estatal fez uma encomenda para a construção de oito cascos de plataformas marítimas, em um contrato de aproximadamente US$ 6,5 bilhões. “Não é comum que uma empresa sem nenhum histórico no setor vença uma concorrência bilionária”, afirma um dos procuradores da Lava Jato. Os indícios encontrados pelo Ministério Público, porém, vão além do simples estranhamento.

Leia aqui a reportagem completa.

Um piscinão de 1,5 bilhão de reais.





RESSACA DA COPA
Maracanã vira piscinão e clássico Flamengo e Vasco teve que ser interrompido.


A reforma do Maracanã custou R$ 1,5 bilhão e a drenagem do gramado não funciona direito. Anteontem, o Flamengo e Vasco teve que ser interrompido por 50 minutos. É vergonhoso!
Olhe bem, seu otário que acreditou na Dilmentira e no Lulaladrão, você também é responsável por esse descalabro e tantos outros nesse imenso país. Você é um verme também e tem uma cabeça de crustáceo, sem querer ofender a gostosura da nossa culinária. Você petista de carteirinha, que sempre bajula e puxa o saco do cachaceiro de Garanhuns e do seu poste, a Mãe da Corrupção, não sente nenhum remoroso ter feito mal ao nosso país, votando em corruptos e periculosos, como está tudo provado, pela imensa quantidade de atos ilícitos, imorais e ilegais praticados  ao longo do tempo. Tenha vergonha na cara e ande com um saco na cabeça, disfarçando eternamente.  Não fale para os seus filhos, eles têm nojo de você canalha.


Retirar a tal "presidenta" do poder também é uma questão de respeito a nós mesmos, aos nossos filhos e à pátria. Basta!


A NOSSA PÁTRIA NÃO É VERMELHA, GUERRILHEIRA  DILMA.

“Porque água é vida, e uma cidade – e aí que eu vou encerrar minhas palavras – uma cidade, ela vive de pessoas que sempre as pessoas procuraram construir as cidades onde havia oferta de água”.
Dilma Rousseff, em Goiânia, internada por Celso Arnaldo Araújo ao insinuar que nunca ouviu falar em Dubai e Las Vegas.
.............

“Já que eu falei de transporte eu vou falar, ao mesmo tempo, do aeroporto. O aeroporto que é uma outra forma de transporte. Aliás, outra infraestrutura, me desculpe, outra infraestrutura de transporte, para uma outra forma que é a forma dos aviões que são essenciais nesse país continental”.
Dilma Rousseff, durante a assinatura de implantação do BRT em Goiânia, capturada por Celso Arnaldo ao demonstrar mais uma vez que o dilmês é sempre um voo cego no espaço aéreo das decolagens mentais.
............
“Foi muito, houve uma procura imensa, tinham 6 empresas que apresentaram suas propostas, houve um deságio de quase… foi um pouco mais de 38%, mas eu fico em 38% para ninguém dizer: “Ah, ela disse que era 38”, mas não é não. É 39, 38 e qualquer coisa ou é 36. 38, eu acho que é 39, mas vou dizer 38. Também não tem ser humano que guarde todos os números”
Dilma Rousseff, economista-presidente, em coletiva após inauguração de unidade de secagem no Rio Grande do Sul, internada por Celso Arnaldo Araújo quando tentava adivinhar o deságio do leilão da Ponte Rio-Niterói com a mesma precisão com que já afirmou que 13 menos 4 dá 7 e que 1 em cada 4 é 20%… (Em tempo: o deságio da Ponte não foi de 38 nem 39%, mas 36%).

Pois bem, meu amigo brasileiro, à  nossa Presidenta da República, a mãe  do PAC e do Petrolão, sofre de distúrbios neuro-vegetativos, demência precoce, esquecimento voluntário, pseudo-mentiras,  síndrome âmago-promessa irresoluta, e com isso necessita de uma reposição urgente de neurônios, para continuar a governança do nosso país. Se não for viável para o  povo brasileiro, a solução será extirpá-la do poder o mais breve possível. INTERVENÇÃO JA!

A melhor definição da militância petralha veio- pasmem!- do próprio governo petralha.

A melhor definição da militância petralha veio- pasmem!- do próprio governo petralha.
CORRAM AMIGOS, TÉTRICO, LÚGUBRE, ESPANTOSO, ISSO É  DO PT

"Bloqueiros progressistas" ou zumbis da tecnologia?

“A partir de novembro, as redes sociais pró-Dilma foram murchando até serem quase extintas. Os robôs que atuaram na campanha foram desligados”.
Thomas Traumann, secretário de Comunicação da Presidência da República, disfarçado de documento reservado do Palácio do Planalto, confessando que por falta de verbas e leitores o governo desativou vários robôs que se apresentavam como “blogueiros progressistas”.

E O PIB CAIU DE NOVO - ESTAMOS MAIS POBRES.









O resultado do PIB de 2014 coroa um dos mandatos mais medíocres da história econômica brasileira. Foram quatro anos praticamente perdidos em termos de crescimento da economia.
Para um país sedento por melhorias e com enormes desafios ainda a vencer, quatro anos são tempo demais para serem assim desperdiçados. São anos em que as dificuldades da população se agravaram, os atrasos do país se agigantaram e o Estado brasileiro tornou-se ainda menos eficiente para dar conta do seu ...papel.
Trata-se do retrato do fracasso de um experimento em que o Brasil foi feito de laboratório e os brasileiros, transformados em cobaias. Um modelo econômico que, a despeito das críticas e dos alertas, o PT levou adiante sem atentar para o óbvio: a realidade já havia mudado. Deu errado.
O PIB de 2014 deixa o Brasil numa das piores posições no ranking mundial de crescimento. A presidente Dilma Rousseff não poderá usar, mais uma vez, sua desgastada desculpa. Não, a crise não está lá fora; a crise é o governo que o Brasil tem.
As perspectivas para este e os próximos três anos são ainda piores que o primeiro quadriênio de Dilma – até o Banco Central já admite recessão neste ano. Se as expectativas de analistas se confirmarem, teremos mais quatro anos de estagnação da renda per capita, ou seja, os brasileiros estão empobrecendo.
Ou o governo do PT corrige rapidamente a situação que ele mesmo criou ou teremos mais um ciclo de baixo crescimento, inflação alta, juros altos, desequilíbrio externo e ainda o risco de mais aumento de carga tributária. O pior é que agora o único bastião de notícias positivas, a baixa taxa de desemprego e a formalização, também vai piorar.
Os brasileiros merecem um governo que lhes dê esperança e um presente melhor, porque já estão cansados de esperar por um futuro que nunca chega.

Pegaram aquele senadorzinho sanguessuga do PT.





HUMBERTO COSTA, LÍDER DO PT NO SENADO, RECEBEU PROPINAS DO PETROLÃO TAMBÉM



Um ex-gerente aposentado da Petrobrás é um novo personagem das investigações da Operação Lava Jato envolvendo o pagamento de propina para campanhas do PT. Em uma declaração gravada no dia 15 de março – durante os protestos contra a corrupção e o governo Dilma Rousseff -, em Recife,  Carlos Alberto Nogueira Ferreira afirmou que assinou dois cheques nominativos para as construtoras do cartel no valor total de R$ 14 milhões destinados à campanha ao governo de Pernambuco, em 2006, do atual senador Humberto Costa (PT-PE).


“Assinei um cheque de R$ 6 milhões nominativo a Schahin Construtora e outro cheque de R$ 8 milhões nominativo a Odebrecht. Esses R$ 14 milhões de reais em 2006 foram para a campanha do senhor Humberto Costa, candidato a governador de Pernambuco em 2006 e arrecadador financeiro do PT aqui”, afirma Ferreira.


Ex-gerente da Petroquímica Suape, em Pernambuco – subsidiária da Petrobrás, que fica ao lado da Refinaria Abreu e Lima -, Ferreira está aposentado e foi subordinado a Paulo Roberto Costa, o ex-diretor de Abastecimento da estatal que virou peça central da Lava Jato.


No vídeo que circulou na internet à partir do dia 16, Ferreira acusa ainda o empresário pernambucano Mário Beltrão de ser o PC Farias do senador petista – referência a Paulo César Farias, pivô do impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Mello, em 1992. “Quem recebeu o dinheiro em nome de Humberto Costa foi o senhor Mário Beltrão. Ele é o amigo de infância de Humberto Costa, arrecadador financeiro dele. É o PC Farias do senador Humberto Costa”, afirma Ferreira. 

As declarações do ex-gerente vão servir no inquérito aberto por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), para investigar o recebimento de propina pelo senador, em sua campanha de 2010. Beltrão também é alvo desse inquérito.


Delator. Em sua delação premiada, o ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa já havia apontado o envolvimento do senador com propina proveniente da unidade. Segundo ele, a campanha do senador em 2010 recebeu R$ 1 milhão do esquema de propinas e corrupção na Petrobrás. O dinheiro foi solicitado pelo empresário Mário Barbosa Beltrão, amigo de infância do petista e presidente da Associação das Empresas do Estado de Pernambuco (Assimpra).


Paulo Roberto Costa afirmou que o dinheiro saiu da cota de 1% do PP – Partido Progressista que tinha o controle político da diretoria Abastecimento da estatal. Segundo o delator, o PP decidiu que tinha que ajudar na candidatura de Humberto Costa, razão pela qual teria cedido parte de sua comissão. Paulo Roberto Costa afirmou ainda que, se não ajudasse, seria demitido.

Humberto Costa foi eleito em 2010, o primeiro senador pelo PT de Pernambuco. Antes, havia exercido cargo de secretário das Cidades de Pernambuco (2007 a 2010) no governo Eduardo Campos – depois de perder a disputa ao governo em 2006 – e foi ministro da Saúde no primeiro mandato de Lula, de janeiro de 2003 a julho de 2005.


Reação. O senador Humberto Costa entrou no Tribunal de Justiça de Pernambuco com um pedido para que o vídeo fosse retirado da internet. A gravação circulou na internet à partir do dia 16. “ Tão logo tomou conhecimento, por meio de um vídeo, da acusação criminosa feita contra a honra dele durante um ato de rua, o senador Humberto Costa (PT-PE) determinou aos seus advogados que buscassem a identificação do autor e o interpelassem judicialmente”, informou a assessoria de imprensa do senador.


“O senador não conhece e jamais viu o homem que fala no vídeo”, diz a nota. O senador ressaltou ainda que “recebeu pouco mais de R$ 5 milhões para custeá-la e que, desse total, não houve qualquer doação por parte das construtoras Odebrecht e Schahin, como consta da sua prestação de contas, julgada e aprovada pela Justiça Eleitoral”. A Schahin informou, por meio de nota, que “não tem conhecimento dos fatos mencionados”.
 
A Odebrecht, também por nota, disse que “não comentará ilações levantadas de forma questionável e sem qualquer fundamento”. Mário Beltrão não foi encontrado nesta quinta-feira, 26, para comentar o assunto. No ano passado, quando foi apontado pelo delator referente à campanha de 2010, o empresário informou que era “uma leviandade” a acusação. “Eu sou um homem que preza a transparência e a honestidade. O dia em que eu mentir eu morro do coração. Humberto Costa é meu amigo de infância, mas nunca me pediu colaboração de campanha.” Ele afirmou que “jamais pediu um centavo para Paulo Roberto”.

Ontem a empreiteira pediu recuperação judicial afirmando que quebrou porque roubava a Petrobras.Hoje PF prende seu presidente do Conselho de Adminstraçao.


 
Ontem,  a Galvão Engenharia informou que entrou com pedido de recuperação judicial. Segundo comunicado divulgado pela empresa, a decisão é resultado de sua “atual condição financeira”, “agravada pela inadimplência de alguns de seus principais clientes, dentre eles a Petrobras. A companhia estatal não honrou pagamentos de serviços adicionais executados, por ela solicitados e atestados”. Obviamente, valores carregados de propinas para pagar os corruptos do PT e seus aliados.

Segundo o Estadão, a Polícia Federal prendeu na manhã desta sexta-feira, 27, o empresário Dario Galvão, acionista da empreiteira Galvão engenharia.  Ele é presidente do conselho de administração da empresa. A prisão de Dario Galvão foi decretada pelo juiz Sergio Moro, que conduz todas as ações penais da Operação Lava Jato. 

A PF executa, pelo menos, outros dois mandados de prisão e busca. O outro preso é Guilherme Esteves, apontado pela força-tarefa como operador do esquema de corrupção que operava na Petrobrás. A Galvão Engenharia é uma das 16 empreiteiras alvo da investigação sobre propinas, corrupção e carteirização na Petrobrás.

Um dos executivos da empreiteira, Erton Medeiros, está preso desde novembro. Nos últimos dias, dois empreiteiros fizeram revelações à força-tarefa da Lava Jato, acerca do envolvimento de outros empresários. Um deles é Gerson Almada, da Engevix Engenharia. O outro é o empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia. Dario Galvão é alvo de ordem de prisão preventiva.

Congresso quer reforma política aprovada até setembro, valendo para 2016.


(Valor) O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse que a Casa fará um esforço concentrado para a votação da reforma política em maio. Segundo Cunha, a Câmara terá uma semana para votar toda matéria relativa à reforma política. Cunha e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), participaram do debate "Mais Mulheres na Política", na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

"Devemos fazer uma semana em maio para votarmos única e exclusivamente tudo o que tivermos que votar de reforma política", afirmou. O objetivo é chegar a um consenso para que as mudanças de legislação eleitoral já valham para as eleições municipais de 2016. "É para que isso possa valer para as eleições de 2016, onde vão ser discutidos sistema de eleição, sistema eleitoral, financiamento de campanha, coincidência ou não de mandatos, se teremos ou não reeleição, o tempo de campanha, se teremos coincidência de eleições, tudo isso estará esclarecido", detalhou.

Cunha disse que a reforma precisa estar promulgada em 30 de setembro. E disse que é possível concluir esta semana a votação da emenda constitucional que torna obrigatória a presença das mulheres nas mesas diretoras da Casa. Tanto Cunha quanto Renan em diversos momentos reafirmaram que o Congresso terá uma pauta independente do Planalto. "Quando o Executivo não faz a sua parte, suplementarmente, o Legislativo vai ter que fazer", disse Renan, em referência à alteração do indexador da dívida dos Estados e municípios.

Questionado se o Congresso Nacional está ocupando um espaço maior nesse segundo mandato, Renan disse que o Congresso não tem outro caminho a não ser fazer a sua parte e cumprir o seu papel constitucional. "Disso o Brasil tenha certeza de que tanto Cunha quanto eu não vamos abrir mão", disse. O Senado adiou para terça-feira a deliberação sobre tornar mandatório ou não uma lei que autoriza o governo federal a renegociar as dívidas.

Já Cunha disse não ter dúvidas que a "lei foi feita para ser cumprida". O pemedebista foi relator do projeto que altera o indexador da dívida de Estados e municípios. "Como fui relator à época, eu não tenho dúvida nenhuma porque foi discutido dessa forma com o governo. Nós entendemos que é compulsório", afirmou de maneira taxativa. "O texto é do governo, eu apenas adaptei o texto que o governo mandou".

Segundo Cunha, o recuo do governo com relação à mudança de indexador da dívida de Estados e municípios é quebra de contrato. Para deixar claro o seu ponto de vista, Cunha fez uma correlação com a quebra de confiança entre governo e mercados. "Não tem condições se querer passar mensagem para os mercados que o país tem condições de atrair investidores, de manter politicamente um ajuste fiscal, se, ao mesmo tempo, não se respeita contratos", afirmou.

O presidente da Câmara procurou ser enfático em afirmar que o PMDB não está em rota de colisão com o governo federal. Lembrou que não há na Câmara dos Deputados nenhuma matéria colocada pelo governo que tenha sido derrotada. "As medidas provisórias de ajuste fiscal ainda não chegaram ao plenário da Câmara e o projeto de desoneração da folha de pagamento chegou na sexta, foi distribuído, já tem relator e vamos votar certamente antes de 45 dias, para que a pauta não seja trancada", afirmou.

Para Cunha, o processo político foi tumultuado pela tentativa de criação de um partido para rivalizar o PMDB, o que "desgastou a relação", afirmou, em referência ao movimento incentivado pelo ministro das Cidades, Gilberto Kassab. "Há desconfianças que o governo estimulou a criação do partido para enfraquecer o PMDB".

Corrupção sistêmica do PT x investigação sistêmica da Operação Lava Jato.



 
Tem corrupção na Petrobras. Tem corrupção nas estatais. Tem corrupção no BNDES. Tem corrupção em vários ministérios. Tem corrupção dentro do Palácio do Planalto, haja vista a queda e o envolvimento em escândalos de vários chefes da Casa Civil. Tem corrupção na tesouraria do PT. A corrupção implantada pela esquerda no Brasil é sistêmica. É a sustentação de um projeto de poder. Abaixo, matéria do G1.

O procurador do Ministério Público Federal (MPF) e coordenador da força-tarefa criada para a Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, afirmou durante entrevista à jornalista Miriam Leitão, exibida nesta quinta-feira (26) na GoboNews, que há informações de que a corrupção ultrapassa a Petrobras e atinge outros órgãos públicos.

“Temos informações - informações de inteligência, por enquanto - de que a corrupção, ela está alastrada também para outros órgãos públicos. Isso nos traz uma preocupação muito grande, não só de buscar punição, responsabilização integral de quem cometeu esses crimes, mas também de mudar nosso ambiente”, disse Dallagnol.

“Nós temos informação de que isso [corrupção em outros órgãos] acontece. Aliás, muitas pessoas já diziam isso antes", completou. O procurador também que no atual modelo de trabalho do Ministério Público estão sendo oferecidos pacotes de acusações com tudo o que está sendo apurado pela Operação Lava Jato.

"Nós temos trabalhado com prioridades. E oferecido pacotes de acusações. Nós temos buscado focar para produzir resultados. Porque todo mundo que quer abraçar o mundo acaba não abraçando ninguém", disse.

De acordo com Dalagnol, ainda há novas etapas das investigações "por vir". "Certamente, a maior parte das investigações ainda está por vir. Existem muitas coisas que ainda estão em processo de investigação. A investigação é como a apuração de qualquer coisa na nossa vida. Você busca descobrir se algo aconteceu, começa a coletar evidencias e informações para chegar a uma conclusão."

quinta-feira, 26 de março de 2015

Bolsonaro desmascara PT e é aplaudido no plenário


12 de abril e o papel da Oposição.





Faltam 16 dias para o mega protesto de 12 de abril. Para ser mega, deverá superar o número de pessoas e o número de cidades . Não será tarefa fácil. Aí é que entra a Oposição. Se estrategicamente o apoio não deve ser formal - nem os organizadores querem isso - , pode ser indireto. Deve. Via diretórios regionais. Juventudes de partido. Mulheres. Não é crime pagar caminhão de som, ônibus e fazer faixas, folhetos e visitar emissoras de rádio e jornais de interior.

A Oposição - leia-se principalmente PSDB, DEM e SDD - deve liberar os diretórios para trabalharem a favor do sucesso da manifestação. Sem posição nacional e oficial. Se ficar em cima do muro é uma marca tucana, ela continua sendo a mais sensata para não dar discurso de golpe para o partido do Petrolão.

O protesto do dia 12 de abril precisa ser maior e não tem a obrigação de ser homogêneo. Aposentados com proventos roubados. Pacientes de câncer sem medicamentos no SUS. Universitários sem FIES. Unificar a pauta? Por quê? O que não é problema no Brasil da Dilma? Não tem nada funcionando. Está tudo parado. Que a pauta seja longa nas faixas, cartazes e camisetas. E que a permanência da mentirosa, enganadora, estelionatária seja a mais breve possível. Com uma mãozinha mais efetiva da Oposição.

UM GOVERNO MALÉFICO COM OS IDOSOS.


O GOVERNO DOS PETRALHAS TRATA MAU  E MASSACRA,  APOSENTADOS   E PENSIONISTAS 

Novamente, Dilma Rousseff trai os aposentados que recebem mais de um Salário Mínimo, concedendo-lhe um reajuste desvinculado do salário mínimo, bem abaixo da inflação. Fez uma Media Provisóra às pressas, avassaladora, arrasadoura e sem escrúpulos, com o apoio do PMDB, para impedir o ganho real dos aposentados e pensionistas, que estava previsto em lei.


Com isso, dez milhões de ex-trabalhadores continuarão sendo extorquidos pelo PT para pagar a conta da corrupção e do desgoverno. Os bilhões roubados da Petrobras e das estatais e as mentiras praticadas para reeleger Dilma, são pagos com o sacrifício, suor e sangue do povo brasileiro trabalhador, ordeiro e honesto. Todo  inativo e pensionista será oprimido e lesado em seus direitos.

Nos governos Lula, estes dez milhões de aposentados que conquistaram uma aposentadoria acima do mínimo tiveram uma perda de 42,34%. No governo Dilma, até 2013, a perda já foi de 12,56%. Em menos de doze anos de PT, são perdas de quase 60%. E o mais incrível! Somente em janeiro de 2014, 372 mil beneficiários do INSS migraram para um mínimo. Caíram da faixa de dois mínimos para um, pela perda inflacionária imposta por Lula e Dilma.

Mas quanto custaria enquadrar estes dez milhões de aposentados extorquidos pelos governos petistas? Pouco, muito pouco! Algo em torno de R$ 3,6 bilhões por ano ou R$ 360 a mais para cada inativo. Menos de meio salário mínimo por velhinho! Um dinheiro que certamente viraria consumo em remédios, lazer, alimentação. Ou para pagar dívidas dos empréstimos consignados.  

Com que podemos comparar o valor do reajuste pelo mínimo para todos os aposentados? Com os R$ 9,7 bilhões das emendas individuais dos nossos parlamentares? Com os R$ 27 bilhões gastos com a Bolsa Família? Ou com outros R$ 27 bilhões pagos pelo Seguro Desemprego? Lula e Dilma massacraram a "elite" dos aposentados para dali tirar dinheiro para dar ganhos reais ao Salário Mínimo.  

Não cortaram outras despesas. Cortaram a carne da parcela que mais contribuiu durante toda a sua vida. Por isso, os dez milhões de aposentados devem ir para a rua em 12 de abril. Há muito que gritar, protestar e reclamar.  

Esse é um governo perverso com os aposentados e pensionistas. Não produz nada de bom em benefício daqueles que deram a vida pelo país. No momento em que necessitam de apoio, melhor atenção, ter seus direitos adquiridos garantidos, são esquecidos, humilhados e colocados em segundo plano, no contexto geral, no que concerne a política de salários.  

Pois bem, amigo aposentado e pensionista, fico muito triste ao ver o tratamento trágico, sinistro, funesto, danoso, nocivo e prejudicial aos nossos irmãos de idade avançada. Será que no período eleitoral conscientizaram e alertaram os idosos? Será que mentiram e prometeram o que não podiam cumprir? Sei que enganaram o povo brasileiro em todos os campos, com excessos de mentiras e falsas promessas.  

Entendo que o Brasil é um país sério, de pessoas sérias e um governo medíocre, mentiroso, desleal, e covarde com o seu povo, principalmente, com os mais idosos. É realmente um governo de mer..., e necessita urgentemente ser apeado do poder. Intervenção Já!


"Quando a velhice chegar, aceita-a, ama-a . Ela é abundante em prazeres se souberes amá-la. Os anos que vão gradualmente declinando estão entre os mais doces da vida de um homem.
Mesmo quando tenhas alcançado o limite extremo dos anos, estes ainda reservam prazeres."


Autoria: Josemir Moraes (modesto escriba, afilhado de poeta e caboclo sonhador)

terça-feira, 24 de março de 2015

Governo tenta colocar Aécio contra os aposentados.



Vejam as notinhas que saíram hoje, "plantadas" no Painel da Folha:

Bandeira... O vice-presidente Michel Temer procurou o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), para pedir que a oposição vote contra o projeto que estende a aposentados a política de reajuste do salário mínimo.

... branca O governo só pretendia discutir o assunto após a Semana Santa, mas foi informado por líderes da Câmara que são pequenas as chances de adiar a votação. 

Vai primeiro Aécio mostrou disposição de convencer a bancada tucana na Câmara a derrubar a equiparação, mas disse que só fará qualquer gesto depois que o PT se comprometer publicamente a votar contra a medida.

 Fontes do PSDB informam que não houve disposição alguma e que a notícia é "plantada". A resposta dada por Aécio Neves a Michel Temer foi curta e seca: diga para a presidente da República fazer um pronunciamento nacional para explicar porque ela não pode dar reajuste aos aposentados pelo salário mínimo, enquanto o seu governo mantém 40 ministérios e não corta uma única despesa pública. 

UM BOM REMÉDIO PARA OS CORRUPTOS.

REALIZAÇÕES DAS FORÇAS ARMADAS NA CONTRA REVOLUÇÃO DE 1964
O prefixo de contra revolução é aqui utilizado, porque foi um movimento de reação à revolução esquerd...ista na época protagonizada por Cuba e pela União Soviética e que nos dias atuais tenta se instalar novamente, sob a batuta de Cuba usando agora o corruPTo (composto pelo mesmo pessoal de 64).
1. O Brasil voltou ao clima de ordem social e de respeito às autoridades constituídas;
2. Permaneceram abertos e em plena atividade todos os tribunais de justiça, no plano federal e no plano estadual, inclusive os da Justiça Militar – que, como os demais, sempre funcionou de maneira autônoma e independente;
3. Fomos, na época, a maior democracia da América do Sul. Muitos falam, principalmente os da esquerda, que vivíamos numa ditadura. Nunca um cidadão de bem, foi impedido de ir e vir a qualquer lugar, ou ser molestado pelos militares, a não ser aqueles que pegaram nas armas na tentativa de nos implantar a ditadura de esquerda. Qualquer cidadão tinha o direito, de com os seus próprios esforços estudar, trabalhar e progredir;
4. Foi promovida a anistia de forma ampla, geral e irrestrita aos exilados no exterior, mesmo para aqueles que roubaram, sequestraram e mataram, muitos deles atualmente no poder;
5. Fomos a 8ª economia do mundo;
6. O País registrou os mais baixos índices de inflação e os mais elevados índices de crescimento do PIB nacional de sua história (14%);
7. A criação de 13 milhões de empregos para uma população de 90 milhões de brasileiros;
8. A PETROBRÁS aumentou a produção de 75 mil para 750 mil barris/dia de petróleo;
9. A construção de 4 (quatro) portos e a recuperação de outros 20 (vinte);
10. A criação da ELETROBRÁS
11. A criação da EMBRATEL;
12. A criação da TELEBRÁS;
13. A criação da EMBRATER;
14. A criação da EMBRAPA;
15. A criação da PORTOBRAS;
16. A construção das maiores hidrelétricas do mundo: Tucuruí, Ilha Solteira, Jupiá e Itaipu;
17. A ampliação da Rede de rodovias asfaltadas, que passou de 3 mil para 45 mil quilômetros;
18. A criação da INFRAERO;
19. A implementação dos Polos Petroquímicos de Cubatão e Camaçari;
20. A criação do BANCO CENTRAL;
21. A Rede Ferroviária ampliada de 3 mil para 11 mil Km;
22. O aumento da Frota Mercante de 1 para 4 milhões de Toneladas;
23. A construção da Ponte Rio-Niterói;
24. A construção de 4 milhões de moradias;
25. A criação do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – FGTS;
26. A criação do PIS;
27. A criação do PASEP;
28. A criação do FUNRURAL (a previdência para os homens do campo);
29. A criação do BNH (Banco Nacional de Habitação);
30. A criação da Lei do Inquilinato;
31. A criação do Projeto Minerva;
32. A criação do Projeto Rondon;
33. A criação do Proterra – Programa de aquisição de terras;
34. A criação do Criação de VLS – Veículo Lançador de Satélites;
35. A criação do Mobral;
36. A criação da NUCLEBRAS;
37. A criação do cunho social (1982) ao BNDES (criado em 1952 como BNDE);
38. A criação do GETAT – Grupo Especial de Terras do Alto Araguaia e Tocantins;
30. A criação do Estatuto da Terra (na época, muito criticado pela esquerda, mas que quando essa assumiu o poder executivo, passou a elogiá-lo, inclusive, ainda permanece em validade e uso, como um instrumento de justiça social);
31. A implantação dos grandes, até hoje, projetos de mineração, tais como: o da Mineração Rio do Norte (exploração de bauxita metalúrgica), o da Albrás, o da Alunorte (produção de alumínio e alumina, respectivamente), o do Projeto de Ferro Carajás, etc;
32. A construção da rodovia Transamazônica, como forma de integrar a região amazônica ao restante do País. Hoje, em muitos locais dessa região, para um brasileiro ter acesso, tem que negociar e se explicar a ONG’s internacionais que nela estão presentes, pelo que inclusive, algumas delas, recebem dinheiro do governo. Essa obra foi uma resposta ao clamor de internacionalização da Amazônia brasileira. Essa rodovia não foi concluída, nem mantida pelos governos que se sucederam ao da contra revolução de 1964, principalmente pelos de esquerda, como os de Fernando Henrique (esquerdista nato), de Lula e de Dilma. Simplesmente foi abandonada, como também assim o foi o projeto de colonização do entorno dessa rodovia, pelo que se tivessem acontecido como planejados, escoaria a produção extrativista e sustentável desses assentamentos. A grande maioria desses tipos de projetos da atualidade, em que pese recebeu a ajuda assistencialista do governo do MST, são improdutivos, não respeitam a legislação ambiental e os colonos iniciais não são mais os mesmos;
33. O poder da nação foi entregue aos civis de forma lenta, gradual e de forma pacífica e responsável;
34. Todos os ex Presidentes da República dessa era morreram dependendo tão somente dos seus soldos, ou seja, pobres. Nenhum dos seus filhos se beneficiou do Governo à época. Por exemplo, no final da sua vida, o ex Presidente Figueiredo teve que contar com a ajuda de parentes e amigos.
ESPALHE ENTRE A POPULAÇÃO, POIS TUDO O QUE FOI FEITO PELA CONTRA REVOLUÇÃO DE 1964 FOI DETURPADO PELA ESQUERDA AO LONGO DOS ANOS, COMO POR EXEMPLO, “BOTARAM NA CABEÇA DOS INCAUTOS” QUE DILMA, GENOINO, DIRCEU, MARINGHELA, E OUTROS, LUTARAM PELA “DEMOCRACIA”.